Paulo Mac show no Carioca Club em SP

Ele é o maior cantor de zouk do Brasil. Com uma carreira de sucesso dentro do movimento, que já dura sete anos, o carioca Paulo Mac é especialista em emplacar hits e está sempre embalando as noites de quem é fã do ritmo, seja no Brasil ou no Exterior. Desde 2011, seus shows romperam as nossas fronteiras e, de lá para cá, ele já se apresentou em cerca de 15 países, a maioria deles na Europa. Na lista, também estão passagens pela Austrália, Nova Zelândia, Canadá e Argentina. Este ano, também está confirmada a turnê em Dubai.

Esta semana, os fãs de Paulo Mac em São Paulo terão a chance de vê-lo no palco do Carioca Club, onde ele se apresenta na próxima quinta-feira, dia 20 de março. Há pouco, conversei com ele pela internet e os pontos mais bacanas desta conversa vocês conferem na entrevista a seguir, exclusiva para o Planet Zouk.

Planet Zouk: Qual você considera o maior sucesso da sua carreira? Acho que não existe zoukeiro, pelo menos no Brasil, que não saiba cantar “A Nossa Música”, por exemplo.

Paulo Mac: “A Nossa Música” (acima) tem estado na boca da galera, mas a música que abriu portas foi “Mais que Prazer” (abaixo). Toda vez que canto, sinto uma energia especial que vem da galera, como se esse som tivesse marcado muitas histórias. Isso é incrível e me faz sentir como se ela tivesse sido meu ponto principal até hoje.

Planet Zouk: Qual é sua maior fonte de inspiração para compor?

Paulo Mac: Não tenho uma fonte exata. Cada música nasce de uma forma. Para ser boa, a ideia precisa vir naturalmente. As letras partem de histórias minhas, de outras pessoas, de filmes, de livros, às vezes, até mesmo uma palavra me dá a ideia. O importante mesmo é estar com os pensamentos livres para quando a ideia surgir, a melodia e as palavras se encaixarem perfeitamente com o restante da música, produção, voz.

Planet Zouk: Me fale sobre a sua parceria com o Cox, do 2Much, em seu novo disco. Vocês se conheceram na primeira edição do Fiel (Festival Internacional de Entretenimento Latino), que aconteceu em Goiás no ano passado?

Paulo Mac: Em 2012, o Billy, do “Billy Family”,  produtora oficial do 2Much, entrou em contato comigo para conversarmos sobre parcerias. Foi daí que surgiu a ideia de fazer uma música com o Cox, que estava iniciando o projeto 2Much. Claro que eu aceitei, pois já curtia bastante o trabalho deles. No ano passado, fomos acertando a música, gravando e tivemos a oportunidade de nos conhecer pessoalmente no Fiel. Até mesmo o clipe de “Perfeita Demais” (veja abaixo) foi gravado no evento. Os caras são super gente fina e estamos conversando de fazer uma nova parceria para frente, dessa vez com a dupla do 2Much.

Planet Zouk: Dá para perceber que você mudou um pouco o rumo da sua carreira e hoje está apostando mais na kizomba do que no R&B, por exemplo. É uma forma de deixar o trabalho mais internacional?

Paulo Mac: Na verdade, o trabalho está bem dividido. Acontece que o público do zouk tem se identificado mais com a kizomba, que é um mercado que vem crescendo muito, assim como o zouk. O R&B é um ritmo mundial, acho, portanto, muito boa a combinação dos dois.

Planet Zouk: Qual foi o show da sua vida, aquele que te marcou profundamente?

Paulo Mac: Foram tantos, mas o primeiro que fiz em Sidney na Austrália em 2011 marcou muito. Ver a galera que não sabia falar português cantando minha música “Mais que Prazer” foi muito importante para eu continuar investindo no zouk.

Planet Zouk: Para fechar, qual a expectativa do show desta semana no Carioca Club em São Paulo? Você costuma ficar nervoso antes de entrar no palco? Tem alguma superstição?

Paulo Mac: As expectativas são sempre ótimas para são Paulo. Adoro a galera da cidade e se possível eu estaria sempre com vocês. Não costumo ficar nervoso, não, mas sou muito ansioso. Então, até entrar no palco eu não consigo fazer nada, embora também não tenha superstições.