Sucesso nas academias de dança de todo o País, o zouk também vem conquistando a internet. Importante ferramenta na divulgação do ritmo, as aulas em vídeo são um recurso interessante para ampliar o alcance da dança e atingir novos adeptos. E o mais legal deste trabalho é que acaba com aquele mito de que bailar zouk é muito difícil e restrito aos dançarinos mais avançados, com noção de outros ritmos.

Neste post, destaco duas iniciativas bacanas de videoaula, já disponíveis na web. Professores do cruzeiro temático Dançando a Bordo, Philip Miha e Fernanda Teixeira comandam uma série de vídeos que ensinam os passos básicos do zouk. O material está disponível no blog dos Temáticos Costa (clique aqui para ver) e também no YouTube.

Na primeira etapa, as aulas foram divididas em seis vídeos (acima), que incluem Passo Básico, Passo Deslocamento, Passo do Corredor, Passo Cambret, Passo Giro Simples e Resumo. Agora em setembro, uma nova série entrou no ar. Por enquanto, já estão disponíveis mais dois vídeos: Passo Reverência e Passo dos Baianos.

Mas será que as pessoas se interessam em aprender a dançar pela internet? A resposta é sim. É claro que um curso on-line não substitui um curso presencial, mas, muitas vezes, serve de precioso estímulo para quem precisa de um “empurrãozinho” antes de fazer a matrícula na academia ou começar a frequentar as baladas.

Só para se ter uma ideia, o vídeo Passo Básico, postado em outubro de 2012, já tem quase 50.000 acessos no YouTube. O mais legal são os comentários do público, elogiando a iniciativa.

Mostrar a diversidade de ritmos através de videoaulas na internet também é o objetivo da série Faça: Dança, patrocinada pela Rexona e que pode ser acompanha pelo portal iG. São vídeos curtos em que os professores Fabiana Terra, da equipe de Sylvio Lemgruber na Dança dos Famosos, e Patrick Oliveira apresentam os vários tipos de dança aos internautas.

Salsa, bolero, forró, sertanejo, samba-rock e outros ritmos já ganharam destaque no projeto, que recentemente também dedicou um de seus vídeos ao zouk (veja abaixo). Esta semana até a lambada foi lembrada (clique aqui para ver).