Como o final de semana foi muito movimentado, aproveito hoje para contar detalhes da festa de um ano do Zouk Open Air em Brasília. O evento, realizado sábado, dia 31 de março, no Clube do Rocha, superou todas as expectativas e foi sucesso absoluto. E olha que encher o salão não era uma tarefa fácil: a pista era semelhante (ou até um pouco maior) a do Carioca Club Pinheiros em São Paulo.

Mas isso não foi problema. A galera de Brasília prestigiou o evento em peso e, certamente, mais de 600 pessoas passaram pelo local durante toda a noite, público digno dos maiores Congressos de Zouk que a Capital Federal já sediou. A estrutura também chamou atenção. Graças ao apoio de um patrocinador, a Qualy Show (representada na foto pela assessora Monique Mendes e pelo diretor Tony Pasqualle), iniciativa louvável e rara dentro do zouk, o palco recebeu uma decoração especial com TVs de tela fina e até um projetor que exibia os nomes dos Djs durante cada set. Muito legal!

Os Djs, aliás, não deixaram a pista cair em nenhum momento. Passaram pela cabine, BlueEyes (DF), Dobke (DF), Cronus (RJ), Edu (SP), Arkanjo (RJ), Calado (DF), Mafie Zouker (RJ) e Allan Z (SP). Infelizmente, não consegui reunir os Djs para tirar uma foto geral. No repertório, uma mistura de ritmos, que foi da kizomba ao remix, passando pelos grandes hits das pistas de zouk em todo o Brasil. No meio da festa, uma surpresa: a presença do cantor Paulo Mac, direto do Rio de Janeiro, que agitou a galera com seu pocket show (foto: Rodolfo Grilu).

Com tantas atrações, a galera permaneceu dançando até quase cinco horas da manhã. Mais uma vez, retorno à São Paulo com a sensação de que Brasília também é minha casa. Parabéns aos organizadores (Agnaldo, Priscilla, Salah e equipe/que aparecem de vermelho no começo no post), ao patrocinador (por apoiar o evento) e a todos que contribuiram para o sucesso desta grande festa. Vejo vocês em outubro no Balança Brasília, da minha amiga Patica Borges. Já estou contando os dias!