Na semana passada, a Veja São Paulo fez um roteiro bem bacana das principais baladas da cidade de São Paulo. As casas foram divididas por categorias, que incluíram baladas com música ao vivo, de flashback, de música eletrônica e black music, gays e outras.

E se você entrar na opção baladas para dançar juntinho, vai encontrar duas casas que dedicam dias de sua programação para o zouk: Carioca Club e Buena Vista. O texto do Carioca diz assim:  ”precedidas de aulas das coreografias básicas (só a primeira é gratuita), às 20h45, as festas das quintas têm como estrela há seis anos o zouk, uma espécie de lambada caribenha”. Bem, vamos combinar que o termo lambada caribenha está um pouco ultrapassado, mas sinceramente eu teria dificuldade para propor uma definição melhor. Talvez o mais correto seria dizer “ritmo caribenho com influência latina (e aqui entra a lambada) e africana”.

O texto do Buena Vista segue a mesma linha que sugeri. Está escrito: “às terças e aos domingos reina o zouk, ritmo de influências latinas e caribenhas”. Gostei mais! De qualquer forma, o mais importante é a divulgação do ritmo na revista de maior circulação do País. Ah, só um aviso: as terças zouk do Buena Vista estão de férias e devem voltar apenas em 2011.