Congresso de zouk do Brasil 2015 Club Homs

Veja as apresentações que marcaram o Congresso de Zouk do Brasil em SP

Congresso de zouk do Brasil 2015 Club Homs

De 31 de outubro a 02 de novembro, São Paulo reuniu zoukeiros de todos os cantos do país durante o 8º Congresso de Zouk do Brasil, evento que faz parte da Semana da Cultura Latina (clique aqui para saber mais detalhes). Foram três dias de programação muito intensa, com aulas, shows, atividades especiais e bailes bombados, como mostra a foto acima tirada pelo amigo Israel Szerman durante o set do Dj Edu na noite de sábado no Club Homs, sede do evento por mais um ano.

A seguir, vocês conferem as apresentações de zouk que marcaram o Congresso em parceria com os sites Zouk Passion e Baila Mundo. E começamos com as coreografias apresentadas na Noite de Pré-abertura, que aconteceu em clima de Halloween, quinta-feira no Carioca Club.

Pela ordem, vocês acompanham Patty & Bruno (BA), Cia Nakasone (SP), Hugo Frade & Lorena Cristine (MG) e Cia Santa Dança & Cia Stiletto do ABC. Todos foram apresentados pelo Dj Edu, mestre de cerimônias da noite.

Pensa que acabou? Que nada! A noite ainda teve uma convidada muuuuito especial. Minha amiga Carla Maués, que sempre levantou a bandeira do zouk brasileiro, cantou ao vivo sua nova música “Eu me Rendo”, que já é sucesso nas pistas de São Paulo.

Acompanhe agora as apresentações de zouk que marcaram a Noite de Abertura do Congresso do Brasil, sexta-feira no Club Homs. Pela ordem, vejam Baboon Cia de Dança e a coreografia de ladies style de Rúbia Frutuoso, ambos de São Paulo.

As gravações são do site Baila Mundo, que também registrou as apresentações de salsa, samba e tango (clique aqui para ver) Em breve, os shows de zouk do Club Homs também estarão disponíveis na página do Zouk Passion na internet.

Por questões de direitos autorais, o YouTube retirou o áudio da performance de Bruno Galhardo & Eglantine Oliveira (SP). Para ver o vídeo com o áudio original, clique aqui.

Espetáculo que conta a história de Braz dos Santos estreia em Londres

Brazouka

Você já ouviu falar em Brazouka? Esse é o nome de um grande espetáculo de zouk/lambada e danças afro-brasileiras que está rodando o mundo e estreia amanhã (dia 16/09) em Londres. O show conta a história do querido dançarino e professor Braz dos Santos, um dos profissionais mais importantes do movimento.

No palco, diversos números de dança retratam toda a trajetória de Braz. Estão representadas desde a infância pobre em Porto Seguro ao lado dos irmãos até a explosão da lambada pelo mundo e a consagração do pescador como referência internacional à frente do movimento lambazouk.

Exemplo de produção de nível elevado, Brazouka está levando a dança zouk, que surgiu no Brasil a partir da evolução da lambada, a um patamar profissional nunca antes alcançado. Isso se deve ao time peso-pesado de profissionais que estão envolvidos dentro e fora do palco.

Produzido por Pamela Stephenson-Connolly, estrela de TV casada com um famoso comediante e músico escocês, e pelo consagrado Harley Medcalf, que já trabalhou com alguns dos maiores artistas do mundo e passou até pela Broadway, o espetáculo é dirigido e coreografado pela talentosa Arlene Phillips. Seu currículo também é invejável e inclui diversos trabalhos como coreógrafa da Broadway, de programas de TV e grandes eventos internacionais.

Ao todo, são oito casais em cena. Além do próprio Braz dos Santos, outros grandes nomes do zouk estão no espetáculo, como a argentina Romina Hidalgo, a morena Josy Borges (de Porto Seguro) e a dupla Gilson Damasco & Natasha Terekhina (SP/Rússia).

Campeã mundial de zouk em 2011, a mineira Adriana Coutinho também está no elenco, ao lado de Rodrigo Oliveira, do Clube Latino (SP). A dança de salão também é reforçada pelo casal Anderson Mendes & Brenda Carvalho. Carlos & Fernanda da Silva (RJ), Josta O’niel (Holanda), Sarita Piotrowski (que, quem diria, já atuou na série Game of Thrones) e os baianos Bebé, Wellington e Zulu completam o time.

Depois da temporada em Londres, o espetáculo viaja em turnê para África do Sul e Austrália no mês de outubro. Planos para o Brasil só em 2016.

Making of está no YouTube

Toda a preparação para o espetáculo, que estreou na Europa no final de julho, foi gravada e dividida em pequenos vídeos no melhor estilo reality show. Ficou muito bacana e divertido!

Vale a pena conferir através do canal Brazouka Live no YouTube. A seguir, destacamos o primeiro e o último episódio da série.

Aprenda você também: videoaulas de zouk fazem sucesso no YouTube

Philip e Fernanda Professores zouk Dançando a Bordo

Nem na academia de dança, nem na balada. É grande o número de pessoas que passam a conhecer e se interessar pelo zouk através de videoaulas na internet. Um dos projetos mais interessantes nesse sentido partiu da Costa Cruzeiros, que há cerca de dois anos começou a postar vídeos de aulas no YouTube com os professores dos temáticos Dançando a Bordo e Tango & Milonga.

A boa notícia é que as videoaulas de zouk, dadas pela dupla Philip Miha & Fernanda Teixeira, professores do Dançando a Bordo, o maior cruzeiro dançante do país, estão entre as mais acessadas do canal Temáticos Costa no YouTube. Para se ter uma ideia, o zouk já está entre os cinco ritmos com maior número de visualizações. Só o vídeo acima, que ensina o passo básico dessa dança tão especial, já foi visto mais de 135 mil vezes. Nada mal!

As aulas de zouk foram divididas em duas séries. A primeira bateria de vídeos foi postada em 2012 e inclui, alem do passo básico, noções de deslocamento, passo do corredor, cambret e giro simples. Para fechar a série, confira o vídeo abaixo, que é um resumão de todas as videoaulas citadas.

Feita a apresentação da dança ao grande público, a segunda bateria de videoaulas ganhou passos mais refinados, como reverênciapasso dos baianos, giro com contratempo e passeio da dama. Muita informação? Então, acompanhe a seguir o segundo resumão das aulas.

Serviço

Aula-com-Philip-Miha-no-Memphis-Moema

Quem quiser aprender mais passos e técnicas de zouk, pode fazer aulas com Philip Miha em São Paulo. E detalhe: as aulas acontecem na própria balada. Aos domingos, o professor e sua equipe ensinam os segredos e primeiros passos do zouk em uma divertida aula básica gratuita que começa às 20h15 no Memphis Rock Bar. Endereço: Av. dos Imarés, 295 (Moema).

Às quintas, são dados os cursos regulares no Carioca Club Pinheiros. As aulas começam às 20h30 e incluem turmas de iniciantes, intermediário e avançado. A primeira aula é grátis. Participe!

Origens, bailes, paixões! Documentário passa a limpo a história do zouk em Brasília

Caraca, já se passou um mês desde o meu último post aqui no Planet Zouk. Infelizmente, estou fazendo vários trabalhos simultâneos (como jornalista e Dj) e vem sobrando pouco tempo para me dedicar ao blog. E nesse mês aconteceram diversas coisas bacanas, que vou procurar comentar nas próximas postagens.

Hoje, nosso assunto é o documentário “Zouk Candango” (acima), projeto de conclusão do curso de jornalismo de Lucas Pacheco Barreto, que mora em Brasília. Nos 12 minutos de documentário, o fã de zouk vai encontrar um precioso material, que resgata desde as origens do movimento no Distrito Federal, com os professores Israel Szerman (também Dj) e Patica Borges, até as influências vindas de várias partes do Brasil e decisivas para a composição do modo candango de se dançar.

Está tudo ali no vídeo: as aulas, o despertar da paixão (pelo dança, pela música e por um/a parceiro/a) e as festas, com destaque para as belas imagens de uma noite de ZoA (Zouk Open Air). O evento, que é semanal e gratuito (o ingresso é um sorriso, como dizem os organizadores Salah Naser e Priscilla Peredo), atrai desde os zoukeiros de carteirinha até curiosos e novatos. O local onde rolam as festas do ZoA é um cartão-postal de Brasília: a Esplanada, entre o Museu da República e a Biblioteca Nacional.

Para montar o documentário, Lucas entrevistou 12 pessoas. Todas as gravações foram feitas entre março e maio deste ano. “A ideia do documentário é mostrar como o zouk é praticado em Brasília”, disse ele ao blog. “Há muitos vídeos de zouk na internet, mas poucos aprofundam o tema. Como esse estilo tem crescido muito em Brasília nos últimos anos, achei que merecia um registro para as pessoas conhecerem melhor.” Está certíssimo e a gente agradece!

3 dicas de documentários sobre zouk para ver e rever

Zouk… Nosso Único Remédio: postado em 2007, é o mais antigo registro do tipo na internet e campeão de visualizações no YouTube. São mais de 21.000. Dirigido por Israel Szerman (DF), o vídeo explica as origens do zouk de uma forma dinâmica e concisa. É conteúdo obrigatório para quem quer conhecer melhor o ritmo e a dança praticada no Brasil.

Zouk: The Dance of Love (A Dança do Amor): dirigido pelo holandês Wilco de Groot, é uma superprodução que dura 89 minutos. Durante esse tempo, o diretor acompanha o dia-a-dia de quatro pessoas em diferentes cantos do mundo que têm uma coisa em comum: a paixão por dançar zouk. Infelizmente, esse documentário não está disponível na íntegra na internet. Para saber mais detalhes, leia aqui a resenha que fiz sobre esse trabalho há um ano e meio.

Zouk – O Ritmo que Encanta: dirigido por Bruna Zanlorenzi, Maria Carolina Bigoni e Nayla Inácio, estudantes de jornalismo em São Paulo, o documentário explica rapidamente a história do zouk no Brasil, dando ênfase especial para a transição lambada/zouk. Entre os entrevistados estão a professora Patricia Lira, seus filhos gêmeos Felipe e Rodrigo e o Dj Edu. Destaque para os relatos das alunas da Família Lira. Elas contam como se encantaram pela dança, que provocou mudanças profundas em suas vidas.

Em tempos de Copa, videoclipes de zouk exaltam a paixão pela dança no Brasil

Com a Copa do Mundo bombando por aqui, o Brasil está tomando conta da mídia internacional. E na internet  e no YouTube não é diferente. Até mesmo entre os cantores de zouk, o Brasil vem ganhando destaque. Há duas semanas, os cantores Cox e A.P., que formam o projeto 2Much, um dos mais bem-sucedidos da cena nos últimos anos, lançou o videoclipe “Sou Fiel”, totalmente gravado no país.

Conforme antecipamos aqui, a captação das imagens aconteceu durante a 2ª edição do FIEL (Festival Internacional de Entretenimento Latino). Organizado por K-Yo Victor e Irineu Alves, o evento sacudiu a bela Pousada dos Pireneus em Goiás (conforme antecipamos) de 11 a 13 de abril.

É incrível como o videoclipe conseguiu resgatar o clima de diversão do evento e, ao mesmo tempo, mostrar para o mundo a alegria, a sensualidade e o charme do zouk brasileiro. Além de mostrar a integração bem-vinda com a kizomba, no melhor estilo “tudo junto e misturado” ressaltado na letra da música.

Sem dúvida, a cereja do bolo é a camiseta dos cantores com a frase “I Love Brazil Sou FIEL”. Em tempos de Copa, nada poderia cair tão bem para a divulgação internacional do movimento.

Kaysha foi o precursor

Para quem está começando a se interessar pelo zouk agora, é bom lembrar que o cantor internacional Kaysha foi o primeiro a gravar um videoclipe no Brasil. Por coincidência, a gravação do vídeo de “Something Going On” também aconteceu em Goiás no ano de 2007, quando o cantor fez sua primeira turnê pelo país. Hoje, o clipe tem mais de 2,5 milhões de visualizações. Direto do túnel do tempo….

Descubra as belezas de Porto Seguro

Expert na veiculação de vídeos promocionais que exaltam o charme e a magia de Porto Seguro, Berg Dias, organizador do Berg’s Congress, um dos mais importantes Congressos de Zouk do mundo e que comemora dez anos em 2015, também está na lista dos profissionais que ajudam a divulgar o zouk internacionalmente. Dirigidos por Pierre Louis Beranek, que já tem outros vídeos muito legais enaltecendo o zouk no currículo (clique aqui para saber mais), Berg e a parceira/esposa Bella contam sua história de amor na vida e na dança na tela tendo como cenário as areias de Porto Seguro.

A música também é lindíssima e continua estourada nas pistas de São Paulo: “Como Puede”, ao som de Cubanito. Para mim, um dos videoclipes mais marcantes, sensíveis e especiais da história do zouk. Dá uma vontade de desligar tudo, pegar o primeiro voo e se juntar aos dois em Porto Seguro. Sorte que janeiro está chegando!

Dj Edu comemora seis anos de Carioca Club Pinheiros nesta quinta de feriado (dia 19)

dj edu carioca club pinheiros

Seis anos de história na maior e mais tradicional balada de zouk de São Paulo. Nesta quinta-feira de feriado (dia 19 de junho), eu, Dj Edu, convido todos os amigos e admiradores do meu trabalho para juntos comemorarmos esta data tão especial no Carioca Club Pinheiros. Há exatos seis anos, eu iniciava minha trajetória e parceria com Philip Miha, que se mantém firme e forte até os dias de hoje.

Lembro da primeira noite no Carioca Club como se fosse ontem. Era uma Noite Árabe com a casa lotada. Claro que rolou aquele frio na barriga, típico de uma grande estreia. Mas o querido Dj Alex (foto abaixo), residente na época junto com o Dj Godox, ajudou a me acalmar. As fotos que fecham o post foram tiradas naquela noite. O nervosismo não era à toa: tocar no Carioca Club e no Buena Vista era o sonho de qualquer Dj que quisesse se tornar conhecido e respeitado no zouk.

E o tempo foi passando, passando e hoje já são seis anos de Carioca, dos meus oito de carreira. Agradeço muito à família Garcia e à direção do Carioca Club, ao amigo Philip Miha e a toda a galera que me acompanha desde o começo ou que foi chegando no decorrer dessa jornada.

E para resgatar um pouco desta história, preparei um set especial com as músicas que fizeram mais sucesso nas minhas noites durantes os últimos seis anos. Venha refrescar sua memória e se divertir muuuito com a gente.

Claro que eu e o Dj Allan Z (também residente às quintas-feiras) vamos ainda tocar os hits do momento, o que vai deixar a noite ainda mais completa. Toda a nossa equipe espera por vocês. Fotos e divulgação: Zouk Passion, Planet Zouk e Mel Madeira.

dj edu e dj alex Carioca Club 2008